segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Há de tudo como na Farmácia


Há de tudo como na Farmácia...

Mas será que há???...

Num desses dias normais e pacatos duma farmácia de província sou confrontada com uma ofegante senhora, cheia de pressa que pretendia um terço...
Terço???... sim...
O vulgar rosário utilizado para rezar os Pais Nossos e Avé-Marias...

Eu explico: esta crente senhora ia a caminho de Fátima para cumprir uma promessa, quando se lembrou que tinha deixado o seu terço em casa, e, baseada no há de tudo como na farmácia, achou que eu lhe satisfaria o pedido.
Agora acreditem que lamentei não lhe poder valer, pois na realidade, a fé que ela transmitia era imensa e a falta do terço parecia ser o impedimento para a concretização da promessa por ela feita, sabe-se lá em que aflição...